2017/06/06

4EB “A resposta é sim, mas qual pode ser a pergunta?” 15 MESES

Sponville nos diz que a compreensão não é tudo, nem a finalidade última, pois pode ser que não haja nada a compreender e cita Wittgenstein: “A solução do enigma é que não há enigma” e Wood Allen emenda: “A resposta é sim, mas qual pode ser a pergunta?”

Não há perguntas, apenas o próprio mundo.

Aprender com um parceiro, estar aberto à vida que se apresenta e direciona-la da maneira mais sábia e simples é responder sim.
Abandonar a filosofia na primeira pessoa, a solidão intelectual e aceitar novos saberes é responder sim.
Perceber, por causa do outro, que o devir antes conhecido não mais existe, é responder sim.
Abdicar do logos e se entregar ao desejo (“não quero o que a cabeça pensa, eu quero o que a alma deseja”), é responder sim.

Subamos, juntos, os degraus nessa escada, pois sabemos a resposta que nos aguarda.   
                                  I
                                 I I
                                I I I

2016/12/27

4 EB VAMOS OUSAR OUVIR ESTRELAS


"Tudo passa - sofrimento, dor, sangue, fome, peste. A espada também passará, mas as estrelas ainda permanecerão quando as sombras de nossa presença e de nossos feitos se tiverem desvanecido da Terra. Não há homem que não saiba disso. Por que então não voltamos nossos olhos para as estrelas? Por quê?" 
Mikhail Bulgakov

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda noite, enquanto 
A Via Láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.
Direis agora! "Transloucado amigo!
Que conversas com elas?Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?"
E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido

Capaz de ouvir e de entender estrelas."
Olavo Bilac